sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Será 1º de Abril em pleno Dezembro??

Hoje a população de Belém foi tomada por uma notícia surpreendente.
"Duciomar havia sido cassado pelo TRE".
No primeiro momento, a sensação foi parecida com aquela que temos quando é dia 1º de Abril, ou seja, de relutante descrença.
Contatos feitos, imprensa, amigos, políticos etc ...
Apesar do prefeito estar mergulhado num mar de lama, digo, denúncias, das mais diversas espécies, dando muito trabalho aos assessores jurídicos do prefeito, nada apontava para uma decisão deste tipo. Onde há fumaça, há fogo, já diziam os antigos.
Veio a confirmação.
Mas como? De repente, sem que a imprensa houvesse noticiado anteriormente.
A repercussão foi imediata, uma verdadeira rede de informação formou-se, é claro que um poucos preocupados com o destino do "infeliz" prefeito. No entanto, a grande maioria daqueles que se conectaram para repercutir o fato, exaltavam um sentimento de alegria em virtude da idéia de justiça que a decisão reflete.
Abuso de poder econômico (utilização da máquina administrativa pública) foi a razão, obrigando o prefeito e o vice a se afastarem do cargo imediatamente.
É claro que se trata de um decisão monocrática que dá margem a recursos e que provavelmente pode resultar, ao final, na manutenção do mencionado cidadão no cargo público que ele sequer deveria ter tomado posse.
Aqueles(as) que são agora viúvos(as) do DuDu, sem dúvida, irão desqualificar o segundo colocado no pleito eleitoral (José Priante do PMDB), vinculando-o ao Jader Barbalho pela sua ligação familiar (são primos). Todavia, por ser servidor municipal concursado e prestando serviço público há 19 anos, posso asseverar a todos, parodiando a fala mais famosa do Presidente Lula, que "nunca na história" do município de Belém existiu prefeito mais corrupto que o agora cassado e, portanto, qualquer mudança no Executivo gera a mais promissora das expectativas.
Ainda resta esperança que as instituições jurídicas competentes façam justiça, pois ainda gozam de respeito diante da sociedade. O povo de bem-Belém agradece.

2 comentários:

Fernando disse...

Bem ! Como bom belenense e parte integrante da população, no tocante as besteiras que este Senhor, hoje prefeito cassado, comungo das palavras. Ressaltando que sempre prezei pela ética não só na política, algo um tanto complicado, não só na própria essência de um político, mas na mente da própria sociedade que hoje clama por: atitude, políticas públicas e pessoas que venham realmente falar e respirar os anseios de uma população que chora seus mortos em portas de hospitais. Em suma ... moro em subúrbio que antes deste Governo patético via-se a diferença, hoje vejo o descaso, o abandono. Espero que a justiça faça a sua parte e restaure o que já começou errado. Pena que todos pagam ... porém as mudanças sempre ocorrem e essa pelo menos será bem mais cedo do se esperava.

Direito & Esquerdo disse...

Caro Fernando,

Há na sociedade belenense, sem dúvida, um misto de sentimento de felicidade e justiça, em virtude dos repetidos atos de ilegalidade cometidos pelo prefeito cassado.
Sds,

Bruno Vieira